Visitas 3775528 - Online 298

Quarta-feira, 18 de Julho de 2018

Saúde

02/12/2017 08:31:45

Vilhena: empresário denuncia falta de medidor de pressão em hospital; idoso correu risco de morte

Denunciante também criticou falhas no atendimento ao paciente

“Sei que aqui não é lugar para isso, mas quero deixar aqui minha indignação com o hospital regional de Vilhena. Agora a pouco fui acompanhar um idoso de 66 anos, passando mal, reclamando sobre a pressão, suando frio em estado visivelmente ruim. Ficamos quase uma hora para ser atendido, aí teve uma troca de plantão, nisso de quase 30 minutos, para chegar na hora de fazer a triagem a enfermeira dizer que não tinha medidor de pressão, e os que tinha estavam estava com defeito. E não tinha como resolver isso. Um hospital não ter um medidor de pressão ? Quase uma hora na fila de atendimento? Tem que morrer primeiro para depois ser atendido? Fui em uma farmácia e estava 20:12 a pressão, a ponto de ter um infarto, mais por negligência não pode ser atendido. Tive que dar um calmante e agora esperar em casa”.

Com esta postagem num grupo do Facebook com mais de 150 mil membros, o jovem empresário Bruno Simionato, 22 anos, que atua no setor hoteleiro de Vilhena, incendiou a internet ontem. Dezenas de pessoas comentaram na publicação: alguns criticaram a publicação e defenderam a prefeita Rosani Donadon (PMDB), lembrando que os problemas são antigos e ela está no cargo há apenas 11 meses. A maioria,  no entanto, apoiou o desabafo do rapaz.

Entre os que emitiram opinião sobre o episódio, muitos falaram de suas experiências ruins de mau atendimento na unidade. Outros garantiram ter recebido um tratamento adequando no local. Os nomes de quatro vereadores e do secretário municipal de Saúde, Marco Aurélio Vasques,  foram marcados na postagem, mas nenhum deles se manifestou.

O FOLHA DO SUL ON LINE conversou com o próprio denunciante, que confirmou integralmente o que está escrito na rede social. Bruno disse que o idoso, vindo do Sul do país, está hospedado no hotel de sua família e, por isso, ele o acompanhou até o hospital.

O site também expôs a situação à Secretaria Municipal de Saúde, mas a Pasta não deu resposta à denúncia.







Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.