Visitas 4055590 - Online 255

Domingo, 22 de Julho de 2018

Policial

28/12/2017 16:33:14

Adolescentes furtam Delegacia de Polícia em Vilhena e caso revela drama provocado pela dependência química

Padrasto denunciou garoto de 16 anos viciado em crack há 90 dias

O FOLHA DO SUL ON LINE entrevistou, no início da tarde desta quinta-feira, 28, na Unisp de Vilhena, um pintor de paredes de 47 anos, que preferiu não se identificar, mas relatou o drama que vem vivendo desde que o enteado, um garoto de 16 anos, que toma remédios controlados, se envolveu com as drogas. “Começou com isso tem só 90 dias e olha como ele tá acabado”, revelou, apontando para o garoto, que esperava para prestar depoimento sobre um crime inusitado.

O próprio adolescente (que não pode ser identificado por determinação  legal) confessou ter arrombado hoje o prédio da antiga Delegacia da Polícia Civil, que está desocupado no centro da cidade. Em companhia de um colega da mesma idade, o menor deixou a DPC levando celulares, aparelhos eletrônicos e até calçados que haviam sido apreendidos pela polícia.

“Sabe aqueles celulares de teclinha que ficaram espalhados pela rua do fundo da delegacia? Então, fui eu que deixei cair na fuga. Meu bolso é muito pequeno”, revelou sem cerimônia o rapaz, acrescentando que, com a ajuda do parceiro, furtou também bicicleta, alto falantes e até um notebook, aproveitando a falta de vigilância no local.

Mas o garoto acabou se dando mal quando resolveu furtar o celular do próprio padrasto, que o denunciou à polícia. “Olha, moço, ele rouba na nossa casa e na dos vizinhos. Já tô cansado disso. Tudo o que consegue, ele troca na boca-de-fumo. Aliás, tem bem umas cinco delas no nosso bairro”, disse, referindo-se ao residencial União, conjunto formado por mais de 400 casas populares.

Com base na denúncia do pintor, o casal de traficantes que fez a receptação dos produtos roubados, acabou preso. O denunciante, porém, conseguiu evitar que um computador e outros itens furtados pelo enteado da antiga DPC fossem entregues por pedras de crack. “Eu sabia que era tudo roubado, então guardei para devolver aos policiais”.





Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.