Visitas 2593219 - Online 258

Quarta-feira, 20 de Junho de 2018

Política

07/03/2018 09:55:11

Vereadores “botam pressão” em prefeita ao criticar e denunciar secretário de Obras em Vilhena

Ronildo Macedo sugeriu a Rosani entregar chaves da prefeitura ao cunhado

Numa sessão marcada fortes críticas ao secretário de Obras, Josué Donadon e à prefeita Rosani Donadon (MDB), os vereadores de Vilhena se reuniram ontem à noite na Câmara Municipal. Apesar do público reduzido, a pauta de discussões foi apimentada.

Até mesmo a professora Valdete Savaris (PPS), que vinha apoiando matérias de interesse da prefeita, subiu o tom ao criticar Josué que, recentemente, recebeu voz de prisão ao ser flagrado embriagado dirigindo um veículo oficial da Semosp.

O oposicionista França Silva (PV) sempre discreto em seus discursos, também disparou contra Josué, acusando-o de ignorar os pedidos dos parlamentares para executar serviços em várias regiões da cidade.

Já Ronildo Macedo (PV) foi mais direto: criticou Josué por ser detido numa operação da Lei Seca e duvidou de sua justificativa para dirigir bêbado uma picape do município. Donadon alegou que havia bebido apenas três cervejas. Macedo disparou: “Quem conhece o Josué sabe que ele não beberia só isso das 18:00h até a meia-noite”.

Em seu discurso inflamado, Macedo questionou o motivo de Rosani manter o cunhado no cargo, mesmo após dois escândalos protagonizados por ele: “O secretário, por ser irmão do Melki e cunhado da prefeita, deve saber alguma coisa que a gente desconhece. A Rosani deveria entregar as  chaves da prefeitura pra ele, já que não tem coragem de exonerá-lo”, finalizou Macedo, na tribuna.

O mesmo tiroteio contra Josué foi reforçado pelos vereadores Rafael Maziero, Samir Ali e o presidente da Câmara, Adilson de Oliveira, todos do PSDB. Eles lamentaram o incidente envolvendo o titular da Semosp.

Maziero foi mais incisivo, lembrando que Josué cometeu um crime de trânsito e contra o patrimônio. E atribuiu a ele a prática de peculato ao lembrar o episódio do desvio de combustíveis na Semosp, do qual Josué foi acusado. O jovem tucano também estranhou a permanência do secretário no cargo, mesmo após estes fatos.





Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.