Visitas 2676113 - Online 211

Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

Política

13/03/2018 17:00:27

Vereadores cassados por CPI em Vilhena vencem na justiça e devem reassumir mandatos

Advogado diz que retorno será analisado nas próximas semanas

O Tribunal de Justiça de Rondônia deu provimento ao recurso de apelação proposto pelos ex-vereadores Junior Donadon (PSD), Carmozino Taxista (PSDC) e Vanderlei Graebin (PSC), que haviam sido cassados por uma CPI. A Corte havia indeferido a petição inicial da ação de mandado de segurança por eles proposto, que visava anular o processo de cassação efetivado pela Câmara de Vereadores por conter vícios insanáveis.

Segundo o juiz de primeiro grau, o caso necessitaria de instrução probatória, o que era inviável em sede da ação escolhida, decisão essa que foi impugnada pelos vereadores cassados.

Semana passada o Tribunal de Justiça iniciou julgamento do recurso. O Relator do caso, desembargador Roosevelt Costa entendeu que a decisão do Juiz de Vilhena estava correta, entendimento esse acompanhado pelo Desembargador Hiram Marques. O Desembargador Renato Mimessi, último a votar, pediu vista do processo para melhor analisar a questão.

Por conta disso, e mesmo sem finalizar o julgamento, parcela da imprensa se precipitou e noticiou que os ex-vereadores haviam perdido o recurso, e que era praticamente impossível haver a reversão daquele posicionamento, até porque já havia dois votos de três Desembargadores pela rejeição do recurso, por mais que o Regimento Interno do Tribunal faculte ao julgador mudar de posicionamento até o final do julgamento.

Na data de hoje o processo voltou ao julgamento. O Desembargador Renato Mimessi apresentou seu voto vista, entendendo que os argumentos apresentados pelos ex-vereadores merecia ser acolhido, ou seja, reconheceu que o instrumento processual por eles escolhido, no caso a ação de mandado de segurança, era o correto, motivo pelo qual anulou a sentença proferida pelo juiz de Vilhena, e determinou que o processo retornasse ao seu curso normal naquele Município.

Os outros dois Desembargadores que já haviam votado mudaram seus votos e acompanharam integralmente o voto proferido pelo Desembargador Renato, logo o Tribunal deu provimento de forma unanime ao recurso dos ex-vereadores.

Quanto ao retorno dos ex-vereadores ao cargo, decidiu o Tribunal que tal pedido deveria ser analisado pelo Juiz de Vilhena.

Ouvido pela reportagem, o advogado dos vereadores, Nelson Canedo, argumentou que o posicionamento do Tribunal de Justiça está em harmonia com a jurisprudência do próprio STJ, e que o retorno dos ex-vereadores ao exercício do mandato será analisado nas próximas semanas.

COMO FICA?
O vereador Júnior Donadon, que já havia renunciado ao mandato, não deve retornar ao cargo, que continuará sendo exercido pela professora Valdete Savaris (PPS). Já Carmozino, retoma a vaga de Marcos Cabeludo (PHS), que recebe salário, mas está afastado das atividades por decisão da justiça; Graebin assume a cadeira hoje ocupada pelo policial civil Wilson Tabalipa (PV).





Fonte: Reprodução
Autor: Painel Político

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.