Visitas 4061705 - Online 268

Domingo, 22 de Julho de 2018

Policial

16/04/2018 12:33:41

Polícia prende acusado de usar o próprio filho para abusar sexualmente de adolescentes em Vilhena

Delegada admite que número de vítimas pode ser maior

Na manhã desta segunda-feira, 16, a delegada Solângela Guimarães , titular da Delegacia Especializada de Atendimento Mulher ( DEAM) de Vilhena, responsável por investigar crimes contra a mulher, criança e adolescente, falou à imprensa sobre a prisão de um homem acusado de abusar sexualmente de menores em Vilhena. 

Carlos Lima Loiola, de 49 anos, casado e pai de um adolescente, foi preso na sexta-feira, 13. Segundo a delegada, as investigações já comprovaram que Loiola abusou sexualmente de dois adolescentes e outros dois casos estão em fase de investigação. “Diante das ameaças que ele representa para esses adolescentes, nós representamos pela busca e apreensão e prisão preventiva dele, o que acorreu na sexta-feira, 13”, revelou a delegada. 

AS DENÚNCIAS
De acordo com a delegada, a primeira denúncia foi feita no dia 18 de março e a segunda chegou em 04 de abril. “Neste segundo caso, o adolescente havia sido molestado no dia anterior, então, foi comprovado por meio de exame de corpo de delito o abuso cometido”.

Com relação ao primeiro caso, de acordo com a delegada, os abusos eram recentes. Já no segundo caso os abusos já aconteciam há dois anos.  

COMO AGIA
Solângela revelou que o homem se aproveitava do filho adolescente para se aproximar das vítimas. “Ele tem um filho adolescente e tinha o contato com esses adolescentes por serem amigos do filho dele e frequentarem a sua casa. Por isso, estamos divulgando esse caso, por que acreditamos que há a possibilidade do número de vítimas ser maior”, disse.

Loiola pegava o contato dos garotos e depois trocava mensagens com os adolescentes, nas quais pedia que eles enviassem fotos das partes íntimas. Quando os jovens cediam, aí ele começava a ameaçá-los, afirmando que enviaria as imagens para o circulo de amizades das vítimas, se eles não mandassem outras. E as ameaças seguiam até que o acusado conseguisse obrigar os garotos a manter relações sexuais com ele. “As vítimas, com medo da divulgação, acabavam cedendo às chantagens”, disse a delegada, que revelou que foram feitas buscas na casa do suspeito e todo o material apreendido está sendo analisado pela Polícia Técnica Científica. 

PODE HAVER MAIS VÍTIMAS 
A polícia acredita que possa haver mais vítimas do homem e, por isso divulgou sua foto. A delegada Solângela Guimarães reforça que a denúncia pode ser feita de forma anônima e todo o processo corre em segredo de justiça, tudo de forma a proteger as vítimas.  





Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Rogério Perucci

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.