Visitas 2676157 - Online 212

Sexta-feira, 22 de Junho de 2018

Geral

21/03/2012 15:41:26

Vilhenense radicaliza e proíbe que servidores usem roupas curtas em serviço

Pouca gente sabe, mas o veterano advogado vilhenense José Francisco Cândido, que atualmente é defensor público geral do Estado, adotou uma medida polêmica no final do ano passado.
Contrariando sua própria biografia de libertário, o causídico, que já disputou a Prefeitura de Vilhena, concorrendo pelo Partido dos Trabalhadores, baixou norma que regula as roupas dos servidores do órgão que comanda.
O decreto assinado pelo vilhenense no dia 28 de dezembro e que entrou em vigor no início deste ano, proíbe os seguintes trajes na Pasta: mini-saias, tomara que caia e roupas frente única, sem alça ou “excessivamente decotada”, entre outras vestimentas.

LEIA ABAIXO A ÍNTEGRA DA DETERMINAÇÃO ASSINADA POR ZÉ FRANCISCO:


ORDEM DE SERVIÇO N. 004/2011-GAB
O DEFENSOR PÚBLICO-GERAL DO ESTADO
DE RONDÔNIA, no uso de suas atribuições lhe
conferidas pela Lei Complementar n. 117/94; e,
R E S O L V E:
1) A partir de 02.01.2012, proibir, terminantemente, a todos os servidores ou funcionários da
Defensoria Pública o uso dos seguintes trajes, dentro do prédio e onde funcionam órgãos da Justiça
do Estado, em quaisquer horários: mini-saias, bermudas, shorts,tomara que caia,camisetas cavadas,
roupas frente única, sem alça ou excessivamente decotada.
Publique-se, Registre-se e Cumpra-se.
JOSÉ FRANCISCO CÂNDIDO
Defensor Público-Geral do Estado





Fonte: Blog do Cleo
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.