Visitas 9716903 - Online 260

Terça-feira, 18 de Dezembro de 2018

Cotidiano

27/09/2018 20:43:00

Reviravolta: acusado “incendiar” cabeleireiro em Vilhena diz que ele cometeu suicídio tentando matar os dois


Criminalista diz que acusado será apresentado segunda-feira à polícia

A defesa do cabeleireiro Ozéias Cassimiro de Camargo, 33 anos, acusado de atear fogo no companheiro Daniel Reis, 38, e provocar morte dele, vai apresentá-lo na polícia na próxima segunda-feira, dia 1º de outubro. O episódio chocou o Cone Sul, após o falecimento da vítima. Lembre aqui.

Por telefone, o FOLHA DO SUL ON LINE conversou com o criminalista Roberto Mailho, e ele passou a versão apresentada por Ozéias, em cuja defesa está atuando: o acusado garante que foi vítima (e não autor) do ataque, e que Daniel teria tentado matar os dois, por causa de uma crise de ciúmes.

Segundo a versão contada pelo cabeleireiro ao advogado, o companheiro, com o qual ele vivia há mais de dez anos, teria jogado gasolina em ambos e acendido o isqueiro que estava em seu poder. Ozéias chegou a sofrer queimaduras nos braços, nos cabelos, nos ombros e no rosto.

Após o suposto ataque, Camargo forçou a porta do quarto, que havia sido trancada por Daniel, pegou uma mangueira e ainda tentou socorrê-lo. Depois, temendo reação dos familiares do parceiro, resolveu fugir.

Segundo o advogado, a motivação para o ataque teria sido o ciúme gerado em Daniel pelo fato de Ozéias estar viajando muito, pois participa da campanha política de um candidato no pleito deste ano.




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.