Visitas 134463608 - Online 345

Terça-feira, 25 de junho de 2024

Política

19/11/2023 08:58:00

VEJA VÍDEO E LEIA DECISÃO: queda de braço entre vereadores de Vilhena chega à justiça; magistrada nega liminar contra presidente da Câmara

 
Polêmica se arrasta há semanas e causa intenso desgaste político aos envolvidos
 
Em decisão datada de ontem (sábado, 18), a juíza Kelma Vilela de Oliveira, titular da 2ª Vara Cível de Vilhena, indeferiu o pedido feito por três vereadores para obrigar o presidente da Câmara Municipal, Samir Ali (Podemos), a incluir na pauta da sessão extraordinária da Casa, convocada por eles e que será realizada amanhã, um projeto que prevê a anulação da eleição da Mesa Diretora, que aconteceu no ano de 2021.
 
A polêmica envolvendo Samir e oito de seus colegas se arrasta há semanas e mergulha o Parlamento vilhenense numa crise política poucas vezes vista na maior cidade do Cone Sul de Rondônia. Os parlamentares que impetraram o mandado de segurança na justiça e pediram uma medida liminar contra Samir são: Dhonatan Pagani (Podemos), Sargento Damassa (PROS) e Pedrinho Sanches (Avante). ENTENDA AQUI a queda de braço.
 
Ao se negar a interferir no Legislativo sem antes ouvir o presidente da Câmara, a magistrada anotou: “Logo, diante de todo o exposto, incabível resolver as questões aqui postas em sede de cognição sumária, uma vez que o pedido liminar é o mesmo do pedido de mérito da ação”
 
Após a decisão judicial, aliados de Samir espalharam em grupos no WhatsApp e nas redes sociais o conteúdo da ação e as palavras escritas pela juíza. O próprio vereador denunciado pelos colegas também foi ao mundo virtual e, em vídeo, comentou o que seria uma vitória dele contra os que tentam lhe arrancar da cadeira.
 
CLIQUE AQUI e leia a decisão na íntegra; ABAIXO, assista o vídeo gravado por Samir.
 




Fonte: Folha do Sul
Autor: Da redação

Newsletter

Digite seu nome e e-mail para receber muitas novidades.

SMS da Folha

Cadastre seu celular e receba SMS com as principais notícias da folha.